20 jul

Dia do Amigo: a importância dos amigos na infância

Dificilmente você vai encontrar um adulto que não tenha um amigo desde os tempos de criança. Ou que não se lembre rapidamente de uma amizade marcante dessa época. Esse fato comprova a importância das relações com amigos na infância.

Especialistas dizem que as crianças começam a socializar e criar vínculos extra familiares a partir dos 2 anos. Nessa idade, elas começam a mostrar interesse por outras crianças e passam a criar laços afetivos com elas.

 

AMIGOS NA INFÂNCIA

A importância dessa fase é tamanha que diversos reflexos na personalidade de uma pessoa nascem nesse período, baseados no tipo de relação que ela teve com outras crianças. Aqui, os pequenos aprendem a conviver com diferenças, com a divisão da atenção de adultos, coisa que, até momentos atrás, era algo individual.

Essas relações trazem muitos benefícios, já que as crianças aprendem o quão bom é ter um ou mais “iguais” com quem brincar, se relacionar e conversar. Amizades bem estabelecidas criam um senso de amparo na criança não só em casa. Isso a torna mais preparada para enfrentar situações diversas.

Dia do Amigo: a importância dos amigos na infância.

A escola passa a ser o principal ponto de encontro com outras crianças. É importante que os laços da amizade sejam criados nesse ambiente controlado, onde aprenderão se relacionar com regras, prazos, horários, hábitos comportamentais. E, mais importante, se relacionarão com crianças da mesma idade.

 

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS NAS AMIZADES DOS FILHOS

O controle dos pais nesses primeiros relacionamentos de amizade da criança é essencial, mas não deve ser sufocante. É importante para a criança aprender a escolher companhias sadias, que a façam crescer e evoluir. O diálogo dos pais com a criança é o melhor caminho nesse tipo de orientação.

O cuidado e atenção dos pais e professores é muito importante. Nem todas as crianças têm facilidade em criar vínculos de amizade e relacionamento. O mais correto a fazer é respeitar o tempo e a personalidade de cada criança, usar o diálogo e, se necessário, o acompanhamento de um especialista.

Mas, nunca esqueça, sempre existe um amigo para cada pessoa. E os que surgem durante a infância serão, provavelmente, os que ficarão pra vida toda!

posts relacionados

Deixe um comentário